terça-feira, 23 de abril de 2013

My work




mais aqui


Zoo de Sto. Inácio












Este sábado foi dia de bicharada, agendado com antecedência (porque já queriamos regressar há algum tempo). O Zoo de Sto. Inácio é o melhor sitio do mundo para passar um dia solarengo com crianças. É bonito, cuidado, acolhedor, feito com amor (todos os detalhes devidamente cuidados) e pensado para a criançada. Eu não voltava lá há mais de 10 anos mas continua incrivel como se o tempo não passasse. O restaurante tem a esplanada mais acolhedora e cosy possivel, a cafetaria está impecavelmente localizada num sitio fresco junto a um lago (bem protegido!!), os animais bem tratados, jardins aparadinhos, enfim... Hiper recomendável.




quinta-feira, 18 de abril de 2013

☀ Acordar ☀

É Primavera e andámos com esse mood! Hoje tivemos uns minutos extra para uns miminhos e umas correrias matinais! Custa cada vez mais sair para trabalhar e deixar o baby boy. Ele reclama com choro, e nós fugimos para não mostrar as nossas caras tristes! Claro que 2 minutos depois, ele já está nas risotas com a avó, mas nós continuámos :(
Gente que não tem bebés, é fazê-los! É uma fórmula de felicidade, the best one.




quarta-feira, 17 de abril de 2013

Coisas boas do dia

Esta blusa que trago vestida


Esta playlist que me fez companhia durante a tarde de trabalho


Esta vista no regresso de um reunião de trabalho de manhã


Esta foto que reencontrei no meu telemóvel


F.

quinta-feira, 11 de abril de 2013

Baby Stuff ❤



Desbafos #1

Ando cheia de trabalho, até aos olhos mesmo, tanto tanto que me deixo engolir pelas listas de tarefas, de quem sou escrava suprema.
Mas, guess what? I don't care. Ando animada. Ando a trabalhar em projetos diferentes e a fazer rede com universos mais desconhecidos e com pessoas de quem gosto mesmo muito. Acasos felizes.
É só abrir a porta e deixar que o mundo conspire a nosso favor. O destino (e eu) faremos o resto!

F.

Praha

Acabados de chegar, cansadinhos mas com o coração quentinho.

Praga é tudo, tudo mesmo do que nos foram dizendo e do que fomos lendo. É linda de morrer, breathtaking! Sim, lembra em muitos pormenores Paris, numa escala menor.

Viver em Portugal neste momento, condiciona-nos a visão doutros locais. Conduz-nos para comparações permanentes, que às vezes irritam-me os nervos! Sinto que me roubam o gozo descomprometido do novo local. A verdade é que passámos muito tempo a comparar Praga com Portugal. Fomos e estamos cinzentos, e ali há tanta cor. A cidade está viva, as lojas fervilham, as pessoas andam com sorrisos na cara, os serviços funcionam, o ambiente seduz! Cheira a dinheiro.

Encontrámos tantos sítios lindos (R. lembrei-me de ti mil vezes, e dos nossos encontros teletransportavéis, que podiam ser ali). Cafés, restaurantes, lojas, tantas tantas onde nos perder! Nunca vi tantos locais seguidos cheios de estrelas michelin e de recomendações de todo o tipo! Buf, too good!

Experimentámos alguns, e ficámos a penar por não ir a outros!

Levámos o baby boy. Que parceiro de viagens tão bom! Não fez uma birra (mal chegámos a casa, foi a primeira coisa que fez...), dormiu muito durante os nossos passeios perdidos pela cidade, brincou no hotel, falou e falou, saltou, e viu muitos desenhos animados no santo graal ipad da mamã.

Hotel. Ficámos no Josef. Fabuloso. Preço ok. Tudo excelente. Bem situado, lindo lindo, pequeno almoço de babar (daqueles que nos faz acordar mais rápido), staff mega simpático e atencioso (num dos dias pedimos sopa para o baby e disseram-nos que não tinham no menu, daí a dois minutos vieram dizer que iam fazer uma), pormenores que fazem a diferença (guarda chuva disponível no quarto para usarmos durante a estadia, frutinha e sumo sempre à disponível na recepção)... Pertence à Design Hotels e aconselhamos sem nenhum senão.

A cidade é fácil de visitar, muito plana, à excepção do castelo que nos obriga a subir muito, mas depois nos dá as melhores vistas da cidade. Pena é não conseguirmos decorar o nome das ruas. O alfabeto cirilico dificulta a coisa, mas depois de um dia já se percebe que todos os caminhos vão dar à old town square e à charles bridge.

Adorei perder-me pelas ruelas, fugir dos circuitos mais comuns e achar a kampa isle, e os jardins colados ao rio vltava. Gosto de ir lendo ao M. em voz alta o livrinho Top10 que compramos religiosamente para cada cidade, enquanto caminhámos.

Tivemos tempo para conversar, para sonhar, para alinhar projetos e para estarmos calados sem concorrência com iphones, facebooks, gmails, roupa, arrumações, mães, futebol, etc etc.

E pronto. É isto. Muito bom.
You must go!

PS: Nota mental, esquecer o pré viagem, que quase determinou o meu divórcio. Perder o meu BI e descobrir esse facto no balcão de check in do aeroporto, não pode augurar nada de bom :(
Not a good start. Mas os santinhos lá conspiraram e a coisa resolveu-se com uns cabelos brancos a mais, uns anos a menos, os kms a mais, uns euros a menos e uma multa de execesso de velocidade a mais!

F.