terça-feira, 4 de agosto de 2015

Praise of slowness | Kids



Ainda na minha nova tentativa de "building myself" - sim amiga, devemos andar na mesma onda, mesmo à distância (don't let me forgotten in your old life) - ando a ler isto, slowly but surely. Começa por situar o papel da criança/infância nos últimos 100 anos e no que nos tornamos como pais, informados e acelerados. Back to the basics please.

1 comentário:

  1. There's no such thing as a life (old or new) without you, babe :)

    ResponderEliminar